"ENTRE NÓS E AS PALAVRAS, O NOSSO DEVER DE FALAR" Mário Cesariny, in:Pena Capital
Domingo, 9 de Janeiro de 2011
A mania saloia dos diplomas....até o poeta!!!! queria ser bacharel !

O HOMEM E A CIRCUNSTÂNCIA....o exílio era doloroso e o 3º ano se concluído dava um certo jeito...

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O diploma que não existia
 
22-12-2010
 
Por Pedro Jorge Castro
 
Cinco dias depois de se ter refugiado em Paris, em Julho de 1964, Manuel Alegre escreveu ao cunhado, António Portugal, marido da irmã, e fez-lhe um pedido: "Preciso urgentemente dos meus documentos universitários, inclusive as cadeiras feitas e respectivas classificações. Junto do meu padrinho tenho possibilidades de completar o meu curso. Seria óptimo se 'arranjassem' as coisas de modo a que o certificado dissesse ter eu o 3.º ano completo."
 
A seguir , juntou um alerta contra a PIDE: "Será conveniente que esses documentos venham por mão própria, para esses filhos da puta não os roubarem no correio."
 
Manuel Alegre não concluiu o 3.º ano de Direito, daí o uso de aspas no verbo "arranjassem". A carta, manuscrita, foi interceptada pela PIDE e está arquivada na Torre do Tombo, tal como uma transcrição dactilografada pela polícia política.
 
A ficha curricular de Manuel Alegre, guardada no Arquivo do Departamento Académico da Universidade de Coimbra, indica que o poeta concluiu o 1.º e o 2.º ano de Direito, mas quanto ao 3.º ano apenas regista aproveitamento na disciplina semestral de Direito Fiscal.
Esteve inscrito também em Economia Política, a cujo exame faltou, e nas cadeiras anuais de Administração e Direito Colonial, Finanças e Direito Civil - mas não as concluiu.
 
Confrontado com esta questão, há um mês, numa entrevista dada à SÁBADO sobre outros aspectos da sua resistência ao salazarismo, Manuel Alegre respondeu que não se lembrava de ter feito um pedido ao cunhado sobre este assunto. Questionado sobre se, tendo em conta que não continuou o curso por ter resistido à ditadura, acharia natural pedir para lhe passarem o diploma como se tivesse o 3.º ano completo, Manuel Alegre respondeu: "Não, de maneira nenhuma. Nem tinha sentido, nem eles passavam. Então passavam a uma pessoa que é exilada? Não tem sentido nenhum. Não me lembro nada disso. Nem tem sentido."
 
Nessa entrevista, o candidato mostrou--se ainda convencido de que tinha concluído o 3.º ano do curso: "A memória que eu tenho é que tenho o 3.º ano de Direito e que estava a fazer cadeiras do 4.º ano."
Esta semana, confrontado com a informação oficial da Universidade de Coimbra (segundo a qual apenas completou uma cadeira do 3.º ano), Duarte Cordeiro, director de campanha do candidato apoiado pelo PS e pelo Bloco de Esquerda, disse que Manuel Alegre mantinha a resposta dada há um mês.
 
O candidato às presidenciais de Janeiro entrou na Faculdade de Direito em 6 de Novembro de 1956, e a sua última avaliação tem data de 19 de Março de 1964. Estes sete anos e meio foram marcados por uma intensa actividade contra a ditadura, nas lutas estudantis, durante o serviço militar em Mafra e nos Açores, e na guerra colonial em Angola, onde esteve preso cinco meses. Quando voltou a Coimbra sentiu-se vigiado em permanência: "Os gajos da PIDE não me largavam. (...) Percebi que estava arrumado e que, mais dia menos dia, ou ia para a cadeia ou teria de ir embora do país", conta no livro Uma Longa Viagem com Manuel Alegre, escrito por João Céu e Silva. Na mesma página, diz que não completou o curso e sublinha: "Nem o quis fazer por via administrativa."

http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/-spam---b--Politica---b----spam-/FOTOGALERIA-%28NAO-MOVER-SO-COPIAR%29-%2838%29.aspx



publicado por lamire às 23:58
link do artigo | comentar | favorito
|

Sempre em roda
Molhobico
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
Molha o bico aqui:
links
artigos recentes

A GRANDE MINA DA EDP

Os Moralistas

Tomada de Posse do Presid...

12 de Março de 2011 - Um ...

Portal do cidadão! Inacre...

Estudo do Economista Álva...

O Diário do Professor Arn...

Casa de férias do Sr. Sil...

Alguém se Candidata a ser...

Reformas na Suíça com tec...

A mania saloia dos diplom...

Cavaco ganhou €147 mil co...

TC critica despesa injust...

Vamos pôr a EDP na Linha!...

Cum carago!

A EDP e os PRÉMIOS!

Os nossos maiores emprega...

O desperdício de Lisboa

Bem Prega "Frei Tomás"!.....

Viva a Maria !!!

4 Vergonhas

CHULICE

"Manso é a tua tia, pá!"

Prestação Familiar?? Vão ...

Mulher com "Tomates"

arquivos

Julho 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Setembro 2002

Novembro 2001

Setembro 2001

Março 2001

Dezembro 2000

Setembro 2000

Junho 2000

Fevereiro 2000

Dezembro 1999

Outubro 1999

Agosto 1998

Abril 1998

Março 1998

Fevereiro 1998

Outubro 1997

Julho 1997

Junho 1997

Maio 1997

Abril 1997

Janeiro 1997

Junho 1996

tags

todas as tags

o nosso email
molhobicopower@sapo.pt
mais comentados
subscrever feeds